quarta-feira, 22 de junho de 2011

Abisague -uma Mulher de trabalho profissional

Jovem virgem da cidade de Suném, ao Norte de Jezreel e do monte Gilboa, no território de Issacar. (Josué 19:17-23) Ela era "extremamente bela", e foi escolhida pelos servos de Davi para se tornar a enfermeira e companheira do rei durante seus últimos dias. — 1Reis 1:1-4.

Davi tinha então cerca de 70 anos (2Samuel 5:4-5), e por estar debilitado, tinha pouco calor corporal. Abisague o servia durante o dia, sem dúvida alegrando o ambiente com seu viço e sua beleza juvenis, e, à noite, ela ‘deitava-se ao peito do rei’ para aquecê-lo, mas "o próprio rei não teve relações com ela". Todavia, a atitude posteriormente manifestada por Salomão a respeito dela indica que Abisague era considerada como tendo a posição de esposa ou concubina de Davi. Como tal, segundo uma regra no Antigo Oriente, ela se tornaria propriedade do herdeiro de Davi, por ocasião da morte dele.

O relato sobre Abisague vem logo antes do relato da tentativa de obtenção da coroa por parte de Adonias, aquele que provavelmente era o filho sobrevivente mais velho de Davi, e parece ter sido colocado ali para esclarecer a ação subseqüente de Adonias durante o reinado de Salomão. Após ascender ao trono, Salomão concedera a Adonias um perdão condicional. Depois, Adonias persuadiu a mãe de Salomão, Bate-Seba, a pedir a Salomão que lhe desse Abisague por esposa. Salomão, convicto de que a solicitação de Adonias não era somente devida à beleza de Abisague, mas, antes, indicava um esforço sutil de fortalecer as pretensões de Adonias ao trono, reagiu de forma irada, revogou o perdão concedido a Adonias e ordenou a morte dele. (1Reis 2:13-25) Não se menciona mais Abisague, mas é provável que ela continuasse como uma das esposas ou concubinas de Salomão.

OBS:Sunamita era a designação usada na época para se chamar uma mulher que habitava na cidade de Suném localizada no vale de Jezreel. Duas mulheres sunamitas ficaram registradas na Bíblia Abisague e outra sunamita, foi uma senhora muita rica que hospedou em sua casa, o profeta Eliseu e seu servo Geazí. Esta mulher tinha como maior desejo ter um filho e o profeta prometeu ajudá-la. No tempo determinado, ela concebeu. Passado algum tempo, esta criança veio adoecer e morreu e Sunamita chamou o Profeta Eliseu e ele ressuscitou o menino (2°Reis 4:8-37 )

Nenhum comentário:

Postar um comentário